Seguidores

domingo, 1 de junho de 2014

ECUMENISMO: VIVENDO A UNIDADE

          ECUMENISMO : Vem da palavra grega oikomene, que quer dizer; todo o universo habitado.
O ecumenismo é uma atitude de vida. É a arte de conviver, não só com a família, os vizinhos e a comunidade de fé, mas com  a humanidade inteira, sem divisões.
        Nossa vocação é viver no dia-a-dia a reconciliação com Deus e a criação. começada por Jesus ( Ef 1,9-10).
        Por costume a Igreja Católica usa:
*A palavra ecumenismo para o diálogo com os cristãos
*E a expressão diálogo religioso com os não cristãos.
       No dia-a-dia, somos ecumênicos até sem perceber. Conhecemos e amamos muitas pessoas não católicas. A dificuldade é respeitar o direito que a outra pessoa tem de pensar, rezar e acreditar em Deus de forma diferente.
     A UNIDADE NA DIFERENÇA
     Diariamente encontramos pessoas que seguem Jesus mas não são católicas. A maioria é de evangélicos que vivem sua fé em Igrejas presbiterianas, pentecostais, luteranas, metodistas reformadas, adventistas etc...Há também os cristãos das Igrejas ortodoxas ou orientais.
     Cada um desses grupos segue Jesus a partir de suas próprias tradições, costumes, ritos, doutrinas etc.Porém, estão unidos no que é mais importante: Creem juntos
* Em Deus Pai, Filho e Espírito Santo
*Em Jesus Cristo Salvador
*Na Palavra de Deus contida na Bíblia
*No Batismo e na Eucaristia

 UNIDADE s não é o mesmo que uniformidade. Unidade é uma atitude de acolhida mútua. Podemo estar unidos na vida, na ação, na oração e na fé, mesmo vivendo, agindo, orando e acreditando de forma diferente.

CREMOS NO MESMO SENHOR
   Católicos, evangélicos, cristãos ortodoxos estão unidos pela fé.Creem no único Deus: Pai, Filho e Espírito Santo. Alguns ressaltam mais  a pessoa do Espírito Santo) pentecostais). Outros, a pessoa do Pai( Ortodoxos). Outros, a pessoa do Filho ( evangélicos tradicionais). Mas é o mesmo Deus, revelado plenamente por Jesus Cristo.
   Outro ponto comum entre a Igreja católica e várias  Igrejas evangélicas é o Batismo, desde que feito com água e em nome da Santíssima Trindade. Os membros batizados de outras Igrejas tem a mesma dignidade e missão do todos os católicos batizados.
    Se um evangélico batizado validamente quiser ser católico, não precisa ser batizado de novo. Se a pessoa tiver sido "batizada" numa Igreja que não tinha compromisso de levá-la a ser  discípula de Jesus Cristo, é preciso batizá-la. É o que ocorre  em relação as Igrejas Brasileiras.
   Em relação à Eucaristia, não existe o mesmo entendimento. Algumas Igrejas creem na real presença de Jesus na Eucaristia e realizam a Ceia.Outras acreditam que a Ceia é apenas um gesto simbólico. Por isso católicos e evangélicos  ainda não participam juntos da Eucaristia. No futuro, é possível que as diferenças sejam superadas.
   Há pontos de desacordo. Por exemplo: a autoridade na Igreja; os ministérios; os sacramentos; a interpretação da Bíblia; a veneração à Maria e aos Santos, etc.Nesses pontos, o importante é conhecermos nossa própria fé e seus fundamentos, respeitando o direito de outros grupos cristãos pensarem e viverem de forma diferente.

ECUMENISMO NA PRÁTICA

NO COTIDIANO - A convivência do dia-a-dia nos leva a conhecer, respeitar  e amar gente de várias crenças. Que as diferenças não sirvam de barreiras para a amizade, a ajuda mútua e a solidariedade.
NA AÇÃO - Sem cooperação entre cristãos, não será possível melhorar a vida do nosso  povo ou transformar as estruturas injustas da sociedade. Até numa situação isolada de necessidade a ajuda mútua é bem-vinda!
NA ORAÇÃO - Cada grupo tem seu jeito de rezar, mas quando as motivações são comuns a  vários grupos, a oração pode  ser em comum também. Especialmente quando o assunto é a unidade dos cristãos.
NA FÉ - Quem consegue dialogar com o outro no nível do cotidiano, da ação e da oração, não terá dificuldades em explicar ao outro sua maneira de acreditar em Jesus, assim como de respeitar a maneira do outro  crer.


ENTÃO...SER CATÓLICO POR QUE?

  Todo católico é chamado a ser ecumênico. A própria palavra Católico quer dizer Universal.Além disso, o ecumenismo faz parte da doutrina oficial da Igreja.
  Quem se diz católico, está se comprometendo a ser ecumênico!
   Algumas Igrejas acreditam que somente seus membros serão salvos. A Igreja Católica acredita que todas as pessoas que amarem concretamente o próximo serão salvas, independente da Igreja a que pertenceram nesta vida ( Mt 25, 31-46).
   Sendo assim, será que vale a pena ser católico? Sem dúvida! Cada Igreja mostra o caminho do Reino de uma forma diferente. Para nós, a Igreja Católica é o melhor caminho. Ela tem a plenitude dos meios de salvação ou seja,, ela dá a melhor orientação para amarmos o nosso próximo concretamente e, assim, sermos salvos.
    Ser católico não salva ninguém: o que salva é a capacidade de amar! Não somos católicos para nossa  própria salvação. Somos católicos para a salvação dos outros: para amar e ensinar às pessoas a se amarem.
   Ser católico não é privilégio: É UMA MISSÃO.

(Texto tirado da revista Ecoando)


A mãe viera visitar a filha recém-casada. A moça apontou pela janela as roupas do varal da vizinha e disse:
Veja aquelas roupas mãe. Achi que a vizinha não gosta muito de usar sabão... A mãe chegou mais perto da janela, observou e disse: Filha, a sujeira que você está vendo não está nas roupas da vizinha, Está no vido da janela....



sábado, 24 de maio de 2014

QUEM É JESUS CRISTO PARA NÓS?

           JESUS É HOMEM
Muitas vezes temos dificuldades em perceber que Jesus é verdadeiro homem, humano como nós.
Ele teve sentimentos e emoções, inteligência e vontade, desejos e medos.
Nasceu de  uma mulher como todo mundo, foi criado numa cultura oprimida como a dos judeus( Gl 4,4).
Teve que aprender a andar, a falar e a enfrentar a vida( Lc 2,  52). Hesitou diante da cruz, mas manteve-se fiel ao projeto do Pai ( Mc 14,36). Por fim, foi ressuscitado pelo Pai por sua fidelidade ( Mc 16,6).
Nós também, temos a esperança de sermos ressuscitados com Ele.
     JESUS É DEUS

   Não podemos esquecer, por outro lado, que Jesus não é um super-herói, um anjo ou uma figura mitológica. Jesus é o Filho de Deus feito homem( Jo1,14)!
Ele é o Senhor da História, luta ao nosso lado pela vitória sobre os poderes humanos que praticam a injustiça e o mal ( Ap 12,10).
   Como o Pai e o Espírito Santo, o Filho Jesus existiu desde sempre e para sempre existirá.
Jesus é Deus presente em nossa historia humana, caminhando conosco nas alegrias  e nas tristezas, na luta contra o mal. Ele é nossa garantia de que não nascemos para a morte, mas para a vida em plenitude ( Jo 10,9-10).
     JESUS É UM DA TRINDADE

Jesus é Deus com o Pai e o Espírito Santo. Não é Deus-sozinho, mas sim Deus-comunidade.
Nosso Deus é comunhão de três Pessoas que vivem uma para o outra totalmente. Esse amor é transbordante, contagia a humanidade. É um chamado a viver no amor e na solidariedade com os irmãos ( Jo 15, 9-14)

     VERDADEIRO DEUS E VERDADEIRO HOMEM

Às vezes, somos tentados a separar os momentos da vida de Jesus em duas partes: os momentos humanos (sofrimentos, dúvidas, confusão, raiva) e os momento divino ( milagres, glória, transfiguração). Mas é impossível fazer essa separação. O Jesus que se emocionava e ficava confuso era o mesmo Jesus que fazia maravilhas no meio  do povo, curava os doentes e anunciava o Reino. É o mesmo Jesus que ressuscitou e está junto do Pai. Jesus e o Filho de Deus  são a mesma pessoa.
   O Filho de Deus sofreu, teve dúvidas, sentiu raiva e compaixão, tristeza e alegria, fome e sede, dor e prazer .Da mesma forma, o homem Jesus de Nazaré realizou milagres, profetizou, anunciou a Boa Notícia do Reino, ensinou o mandamento do amor e manifestou  a Glória do Pai ao doar a própria vida na cruz.








EM BUSCA DA GRANDE VERDADE

EU E O OUTRO

     Eu sou importante para Deus e para o mundo. 
Tão importante que Ele nota até o fio de cabelo  que cai de minha cabeça.
Tão importante que Ele me ama e me amará para todo o sempre.
Tão importante que nunca houve, nem jamais haverá alguém como eu.
Sou único e sou quem sou assim como Deus é quem é.
Por isso, sou pessoa, eu mesmo, sempre serei eu mesmo.
Não posso ser nada mais do que eu mesmo.
E toda vez que eu tentar ser outra pessoa, que não eu mesmo, errarei.
Nasci para ser eu  e devo ser eu.
A opinião dos outros é importante, mas não pode me impedir de ser eu.
Por isso, não terei medo dos outros.
Não pedirei desculpas por ser eu.
Gosto de ser eu e quero ser sempre eu !
    Mas o outro também é importante! Muito importante! Fundamental!
Deus o ama tanto quanto ama a mim. Nem mais, nem menos.
Não posso esquecer nunca de  que ele é pessoa, ele mesmo!
Não posso exigir que ele seja eu.
Tenho que lutar para que ele seja ele.
Não posso impor a ele minhas crenças e meu modo  de ver  a vida.
Não estou na pele dele para decidir por ele.
Ele não deve me pedir desculpas por ser ele

O outro pode ser branco, negro, vermelho e amarelo, alto, baixo, gordo, magro, feio, bonito, homem, mulher,santo ou pecador, mau ou bom, meigo ou cruel, justo ou ladrão, assassino ou salvador de vidas.Maldoso, inocente, perverso.
Deus o ama, e eu tenho que amá-lo, mesmo que me custe muito.
Quer queira, quer não, ele viaja no mesmo barco que eu
Não posso viver  a vida toda do meu  lado do barco, fingindo não vê-lo.
Ele vai passar por mim. Vai me amar, rir de mim ou me odiar e ferir
E eu tenho que amá-lo, mesmo se tiver que me defender dele. 
O outro está no mesmo plano que eu. 
Devo amar a Deus sobre todas as coisas. Deus é sempre o primeiro.
Depois, devo amar o outro como a mim mesmo.
O outro não está nem acima, nem abaixo de mim
Somos diferentes e únicos na nossa individualidade, mas nossos direitos  são iguais: os dele, os dela e os meus.
O outro nunca será como eu quero, nem eu como ele quer.
Mas podemos colocar nossas vidas em comum; como-um, com-um.
Podemos ser: juntos
Quando isso acontecer, então eu serei mais eu e  ele será mais ele
Porque Deus, para quem crê em Jesus Cristo, é Trindade: e junto.
Três pessoas únicas e distintas, mas juntas, UM SÓ.
Quando Deus diz, o outro está implícito.
É isso que eu quero para mim
Sem o outro, eu não saberei ser eu
Sem o outro, eu não teria nascido.
Porque Deus é O GRANDE OUTRO e meus pais e meus irmãos são os outros mais próximos
 do meu eu.
Marido e mulher são dois outros que de tanto querer o outro, juntaram seu eu num grande nós
Essas coisas são difíceis de se viver, mas, se eu entender isso, provavelmente serei muito mais feliz.
Porque nunca mais me sentirei sozinho.

                                 Pe Zezinho SCJ.


segunda-feira, 19 de maio de 2014

PENTECOSTES 3

Pentecostes é a festa que marca o início da missão da Igreja . O Espírito Santo envia a comunidade dos fiéis a anunciar a Boa Notícia do Reino de Deus. Esse  envio é simbolizado pelo vendaval que enche a casa ( At 2,2) e revira tudo, " vira do avesso" a vida de quem se dispõe a seguir Jesus. É simbolizado também pelas línguas de fogo ( At 2,3 ), que incendeiam os antigos preconceitos e barreiras e dão aos discípulos uma capacidade nova de comunicação. A comunidade não evangeliza sem a força do Espírito Santo, nem o Espírito evangeliza sem o testemunho da comunidade. É uma tarefa em que Deus e os homens tem que se dar as mãos.
Jesus lhes havia prometido o Espírito Santo, força Divina para que pudessem anunciar o Evangelho com coragem e eficácia. No mesmo lugar em que Jesus instituiu o Sacramento da Partilha, os discípulos receberam a força que lhes deu capacidade de comunicar plenamente a Palavra de Deus.


O ESPÍRITO SANTO NAS COMUNIDADES

O ESPÍRITO DE JESUS CONTINUA A MISSÃO


Após a Ressurreição, Jesus voltou para o Pai ( At 1,9). Daí por diante, a missão seria dos discípulos. Porém, seriam eles capazes de continuar sozinhos o anúncio do Reino? Pois, se  na hora da cruz, todos fugiram e até Pedro negou que conhecia Jesus...( Mc 14,50.68)
   O Senhor não os deixou sozinhos. Seu Espírito continuou agindo na comunidade após sua partida. O Espírito de Jesus, que chamamos Espírito Santo, é o verdadeiro continuador da missão evangelizadora. Ele anima a comunidade e lhe dá  força para levar à frente o anúncio do Reino. O Evangelho só chegou a nós hoje porque o Espírito de Jesus não abandona sua  Igreja.

O ESPÍRITO SANTO CONSTRÓI A COMUNIDADE

Como o Espírito Santo age na comunidade cristã?

* Animando, fortalecendo e enviando a comunidade evangelizadora ( At 13,2-3)
* Ajudando-a a compreender cada vez melhor tudo o que Jesus disse e fez ( Jo 14,26)
* Gerando a unidade na diversidade( 1Cor 12,13 ;Gl 3,28)
* Abrindo seus olhos diante da realidade atual e dando-lhe fome e sede de justiça( Mt 5, 3. 10)
* Provocando-a para compromisso com a vida no amor dos irmãos.

De forma especial, o Espírito distribui dons entre os membros da comunidade. O dom é um talento ou capacidade que a pessoa recebe de Deus para o benefício próprio e da comunidade. Todo os dons devem ser colocados  a serviço uns dos outro, pois ninguém basta a si mesmo ( 1 Cor 12, 7.11).
    O dom do Espírito Santo é um carinho de Deus para conosco, que nos traz felicidade ( Gl 5, 22). Também é um desafio à comunidade. Receber o dom do Espírito é o mesmo que receber uma missão: a de colocar-se a serviço de todos, principalmente dos pobres, os preferidos de Deus.
    O povo tem uma devoção especial aos " sete dons" : Piedade, Ciência, Entendimento, Sabedoria, Temor  de Deus, Conselho,e Fortaleza.. Há muitos outros dons que também devem ser pedidos constantemente a Deus, pois Ele se alegra em concede-los.

VIVER NO ESPÍRITO É VIVER NO AMOR
Vida no Espírito não é possuir dons extraordinários, saber tudo sobre religião ou ser agente de pastoral muito ocupado . A vida no Espírito é a vivência no amor fraterno, tal como Jesus fez e ensinou (Jo 15,12). É colaborar com a ação Dele em nós, na comunidade e no mundo.
   Todo aquele que ama a Deus e aos irmãos está vivendo no Espírito. Esse não é um privilégio dos cristãos  não! Quem ama concretamente aos outros está sendo movido pelo Espírito de Deus, que habita nos corações de todas as pessoas ( Rm 8, 14-15).
   Uma comunidade que é apenas um grupo de pessoas sem compromisso entre si e com a sociedade, demonstra que está vivendo contra o Espírito. Já a comunidade que dá testemunho concreto da Boa Notícia e se coloca a serviço está no Espírito de Jesus.













 ( Texto tirado da  revista Ecoando)

sexta-feira, 16 de maio de 2014

ASCENSÃO DE JESUS

Com a Ascensão de Jesus, termina sua missão terrena. Hoje o Cristo é glorificado no céu. Começa a missão de todos nós na terra, pois o Cristo se prolonga  em cada pessoa que Nele crê.
Jesus parte para o céu, mas não os deixa  órfãos, porque prometeu estar conosco até o fim dos tempos.
Ele completa a ligação entre o céu e a terra: A única via.Porque só Ele veio de lá e retornou.Veio como a Palavra de de Deus, isto é como salvação, e tornou-se nosso caminho de volta.
A Ascensão de Cristo é a garantia da nossa eternidade, se soubermos amar como Ele amou.
 A vitória de Cristo  já é nossa vitória!  Depois de 40 dias da ressurreição , Jesus é levado ao céu, como rezamos no Credo: " subiu aos céus, onde está sentado à direita de Deus Pai, todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e os mortos">
A Ascensão do Senhor não é uma festa de despedida, mas o início de um novo modo de Jesus estar presente  entre nós. Por isso, fazendo memória da Ascensão do Senhor aos cus, entramos no sentido profundo de sua ressurreição e da missão que Ele confiou  à  sua Igreja.
Aquele que  percorreu os caminhos deste mundo, no amor e na doação, é glorificado. À direita do Pai, como nosso eterno mediador, Jesus continuará a acompanhar os discípulos e, por meio deles, propor à humanidade vida nova e definitiva.
Ao voltar à casa do Pai, Jesus comunica aos  Apóstolos a missão de anunciadores da Palavra de Deus.
Na Ascensão Jesus promete enviar, aos Apóstolos e à Igreja toda, o Espírito Santo comunicador, confirmando sua presença definitiva na vida das comunidades cristãs. A grande comunicação confiada a todos nós é que anunciemos que  Jesus ressuscitou e continua vivo no meio de nós.
Assim como a solenidade pascal da Ressurreição de Jesus foi para nós motivo de grade júbilo, agora também a sua ascensão aos céus nos enche de  imensa alegria. Pois, recordamos e celebramos aquele dia em que a humildade de nossa natureza foi exaltada, em Cristo.
A Eucaristia é memorial da paixão, morte, ressurreição e ascensão ao céu de Jesus Cristo. " Celebramos, pois a memória da paixão do vosso Filho, da sua ressurreição dentre os mortos e gloriosa ascensão aos céus, nós vossos servos, e também vosso povo  santo, vos oferecemos, ó Pai...."( Oração Eucarística I).
Participando da celebração do mistério da Ascensão, somos também, nós, com Jesus, elevados e introduzidos na comunhão do Pai.
Como seus discípulos, somos convidados à progressiva  ascensão até atingirmos a meta final: " todos juntos nos encontraremos unidos na mesma fé e  no conhecimento do Filho de Deus.
Quando apareceu aos onze, Ele os repreendeu por não terem acreditado no testemunho das pessoas que  O tinham visto Ressuscitado. Provavelmente , Ele os criticou para ensinar que a fé em Jesus passa pela fé nas pessoas que dão testemunho Dele e que ninguém de desanimar, quando a descrença nascer no coração. É normal todos passarem por dúvidas, mas a fé é uma exigência necessária. Depois disse: " Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa Nova à toda criatura ".



Também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...